GLAUCOMA



A você que tem acima de 40 anos que possui algum fator hereditário e ou racial, recomendamos a leitura desse texto, que oferece uma noção esclarecedora sobre uma doença silenciosa mas, potencialmente perigosa, pois pode levar à cegueira.
GLAUCOMA

Considerações Gerais:

1- Glaucoma é uma doença ocular associada ao aumento da pressão intra- ocular.

2- Glaucoma pode levar á cegueira se não diagnosticado e tratado a tempo.

3- Todo paciente acima dos 40 anos deve ser examinado pelo médico oftalmologista.

4- O paciente com Glaucoma deve seguir corretamente as orientações de seu médico discutir suas dúvidas e retornar aos exames periódicos.

Estima-se que cerca de um milhão de brasileiros tem algum tipo de glaucoma e metade deles não tem conhecimento disso.

Quem pode ser portador de Glaucoma?

O Glaucoma não apresenta sintomas.Na maioria das vezes, os pacientes com glaucoma não sabem sobre o problema até ele ser diagnosticado pelo oftalmologista.O glaucoma pode afetar a todos, porém , conhecemos várias categorias de risco, tais como:

• Pressão intra -ocular elevada

• Idade acima de 40 anos

• Histórico familiar

• Longo tratamento com esteróides

• Hipertensos

• Diabéticos

• Raça negra

• Altos graus de miopia

Sendo um portador de glaucoma ou hipertensão ocular, você e o seu oftalmologista precisam trabalhar juntos para proteger a sua visão.O diagnóstico precoce e a redução da pressão intra - ocular podem auxiliar na prevenção ou estabilizar sua evolução.

O que é GLAUCOMA e qual é a causa?

O olho é nutrido por um fluido que circula em seu interior livremente, chamado humor aquoso, esse fluído é constantemente produzido e precisa retornar a corrente sanguínea através do canal de drenagem dos olhos, chamado malha trabecular. No caso do Glaucoma de ângulo aberto, ocorre um estreitamento progressivo do canal de drenagem, fazendo com que o humor aquoso não seja drenado com rapidez adequada. Não havendo o escoamento adequado desse líquido ele se acumula dentro do olho e a pressão interior do olho começa a aumentar.

Esse excesso do humor aquoso pressiona o delicado nervo óptico que envia mensagens ao cérebro, e se a pressão permanecer muito alta durante um longo período de tempo, ocorrerá uma perda irreversível do campo da visão.

GLAUCOMA

O paciente percebe que sofre de Glaucoma?

O paciente geralmente não percebe que sofre de Glaucoma. Na maioria dos casos desenvolve-se lentamente ao longo de meses ou anos, sem ocasionar nenhum sintoma. Pode progredir com tanta lentidão, que a pessoa não se da conta da perda gradual da visão periférica. Em geral a visão vai piorando, até que finalmente começa a afetar também o próprio centro do campo visual e então se estabelece a cegueira permanente.
Alguns pacientes poderão experimentar sintomas vagos , que são importantes avisos de que é necessário um exame intra- ocular completo.

Esses sintomas podem compreender:
• A necessidade de trocar com frequência a graduação dos óculos
• Dificuldade para adaptar-se a obscuridade
• Perda de visão lateral
• Visão embaçada

Em casos raros, pode haver outros sintomas como aparecimento de halos ou arco- íris ao redor das luzes e dores de cabeça ou ocular intensa.

GLAUCOMA

Quais são as consequências do Glaucoma?

Quando não tratado , o glaucoma pode levar á cegueira.
Isto ocorre devido á lesão progressiva do nervo óptico.A cegueira causada pelo Glaucoma é irreversível.
Por isso, é importante diagnosticar o glaucoma no início, antes que o nervo óptico seja muito danificado.

Glaucoma tem cura?
Embora não possa ser curado, na maioria dos casos o glaucoma pode ser controlado de maneira eficaz.
O Glaucoma é uma doença crônica que dura toda vida, e é necessário que o paciente fique em observação e tratamentos contínuos para manter controlada a pressão intra- ocular.
Quanto mais rápido for diagnosticado, menor será o dano causado pelo Glaucoma.

Como o médico diagnostica o Glaucoma?
Baseado no exame oftalmológico, aliado á história clínica do paciente e os achados clínicos, suspeita-se do glaucoma.Segue-se uma bateria de exames para confirmar o diagnóstico.

Esses exames geralmente são:

1- TONOMETRIA: é usada para medir a pressão interna do olho. Após pingar gotas de colírio anestésico,o médico pressiona o tonômetro sobre o olho e sua resistência é medida e registrada.A pressão interna do olho pode variar em diferentes momentos do dia.Sendo que alguns nervos ópticos podem ser danificados por pressões relativamente baixas e outros por pressões relativamente altas.Por essa razão, outros testes são geralmente executados.

2- FUNDOSCOPIA: é usada para examinar a forma e cor do nervo óptico.Após dilatar a pupila com gotas de colírio, o médico utiliza o oftalmoscópio para iluminar e ampliar o interior do olho, verificando assim a aparência do nervo óptico.Se o nervo óptico apresentar a forma escavada ou se não tiver coloração rósea, outros testes precisam ser realizados.

3- CAMPIMETRIA: : é um teste que mapeia o campo visual.Olhando para a frente, na direção da área branca da parte redonda do equipamento chamado campímetro , o paciente indica se ele é capaz de detectar as luzes, á medida que elas entram em seu campo de visão. O mapa obtido através desse exame permite ao médico observar qualquer mudança visual causada pelos estágios iniciais do glaucoma.

4- GONIOSCOPIA: : é usada para conferir se o ângulo onde a íris encontra a córnea é aberto ou fechado.Isso ajuda o médico a determinar se ele está diante de um caso de glaucoma de ângulo aberto (cerca de 90% dos casos) ou fechado. Existem três tipos básicos de tratamento para controle do Glaucoma:
• Tratamento clínico
• Aplicação de laser
• Tratamento cirúrgico

Como se trata o Glaucoma?
GLAUCOMA

O tratamento mais comum é feito com o uso de colírios , e as vezes são usados também comprimidos, sendo que em alguns casos se faz necessária a intervenção cirúrgica.

- O tratamento do glaucoma com colírios é longo e pode durar por toda a vida.Sempre que a pressão intra- ocular estiver alta, algum dano ocorre ao nervo óptico.

Portanto, deve-se ter sempre um frasco de colírio de reserva, além daquele que está em uso.Pois , uma vez iniciado o tratamento do seu glaucoma, só poderá ser interrompido pelo seu médico oftalmologista.

-Cirurgia a laser procura tratar o canal de drenagem. Usando-se gotas de colírio anestésico, o facho de luz do aparelho denominado Laser Argônio, é aplicado á rede trabecular resultando numa melhor capacidade de drenagem.Quando essa cirurgia é bem sucedida , pode reduzir a necessidade de medicações diárias.

- Cirurgia por filtragem é realizada quando os medicamentos e a cirurgia a laser não são bem sucedidos no controle da pressão intra ocular. Através dessa micro- cirurgia , cria-se um novo canal que permita que o humor aquoso seja drenado do olho, com o próprio tecido ocular ou com o implante de um dispositivo de silicone.

Qual o objetivo do tratamento?

GLAUCOMA

O principal objetivo do tratamento é reduzir a pressão intra- ocular , diminuindo a produção ou aumentando o escoamento do humor aquoso, interrompendo dessa maneira, a lesão do nervo óptico e impedindo a piora da visão.